Reverse Logistics Magazine
Google     RL Magazine Web
Wednesday - December 13, 2017 
SHARE
FOLLOW US
Reverse Logistics Magazine - Edition 87
View Edition 87
PDF |Mobile |ONLINE


Reverse Logistics Magazine - Edition 86
View Edition 86
PDF |Mobile |ONLINE


Residue Network - Ecosystem of Innovation for Waste Management

Residue Network - Ecosystem of Innovation for Waste Management

by Isac Moises Wajc Luiz Francisco Biazino Son, Partner, Residue Network

Reverse Logistics Magazine, Edition 67

Return to Menu



The REDERESÍDUO is a tool to stimulate the market for waste and recycling business agile, easy to use and manage that integrates information, logistics and technical knowledge technologies in the area of solid waste.

Incorporates a unique environment and targeted business based on cloud computing, to negotiating the purchase, sale, exchange or donation of waste in construction techniques and management of networks. Networks are built with users with paid annual subscription. Users to see are actors with interests and specific and structured roles:

• Generators (sell, trade, give, assign or hire their waste services);
• Recyclers (using waste as raw material);
• Enterprises treatment and final disposal (providing services directly to stakeholders);
• Transporters (optimize routes, reverse logistics, maps); Managers (control requirements, mitigate risk, and collecting Bookmarks metrics).

Our activities are proactive and differentiated creating a constant flow of information and contributing to the achievement of business with automatic notification of opportunities. The online reports provide transparency to the processes and allow registered participants the supervision, monitoring and accounting of completed operations.

The (geo) materials that would be considered junk, and descartadáveis are being reinserted into production quantified the indirect benefits of the recycling process, with the valuation of earnings throughout the chain involved, to society and to the environment, specifically the energy industrial processes, the reuse of raw materials and reducing the use of water in certain processes economy and the reduction of pollution and contamination of natural resources.

The platform is replicable, it was used from north to south of Brazil, Argentina (works of Camargo Corrêa) and Panama (Odebrecht projects) in the management of construction waste as an example.
The economic results are monitored by reports and export files in the form of spreadsheets. Social and environmental outcomes are monitored by the calculator configurable externalities, which was initially implemented with the information of the Survey on Payment for Environmental Services for Urban Solid Waste Management (PSAU). IPEA Brasilia, 2010.

The platform suitable for every performed trading the Benefits Administration and collection; The environmental benefits associated with impacts on the environment and the economic benefits that reflect avoided by recycling cost. All users accessing the system from a panel with specific and customizable indicators.

Major challenges:
• Generate revenue from recyclable or economy in the allocation;
• Transform the way you think about managing waste;
• Attending the PNRS simple and appropriate way;
• Replicate the system: several regions of Brazil and other countries;
• Develop innovative practices that are easily managed and solutions;
• To contribute to reduction of informality in the recycling market.

Learning experienced:
• Stimulation of stackeholders network;
• Implementation of the requirements for registration / licensing considered essential;
• Importance of waste management for the economic value of the business;
• Reduction of logistics operational costs, favoring opportunities in the vicinity, without excluding areas of greater coverage.

The Network and easily adapted to any segment, see below for the deployment diagram, divided into two distinct phases:
• Diagnosis, when companies do not know what they generate, in what quantity, at what frequency and what would be the appropriate destination, this phase takes stock, begins construction management process and are conducted all training
• Marketing, when companies already have a management process and mapped using the tool for marketing your recyclable / compostable seeking income or savings in disposal at this stage we have the creation of business networking with traceability and transparency throughout the process management
• Optional which are specific modules that may or may not be implemented according to the type of network with which to work, for example, mobility tracking in real time auction among others.

To learn more
Visit our website: http://www.rederesiduo.com.br/
Watch the special report on youtube.com / rederesiduo
Download our presentations Portuguese - http://migre.me/jmoaK; English - http://migre.me/jmo6G; Spanish - http://migre.me/jmodu



A REDERESÍDUO é uma ferramenta de estímulo para o mercado de resíduos e negócios de reciclagem ágil, fácil usar e de gerenciar que integra tecnologias de informação, logística e conhecimento técnico na área de resíduos sólidos.

Incorpora um ambiente de negócios exclusivos e segmentados, baseado na computação em nuvem, para negociação de compra, venda, troca ou doação de resíduos com técnicas de construção e gestão das redes. As redes são construídas com usuários com cobrança de assinatura anual. Os usários são atores com interesses e papeis específicos e estruturados:

• Geradores (vender, trocar, doar, destinar seus resíduos ou contratar serviços);
• Recicladores (utilizar resíduos como matéria-prima);
• Empresas de tratamento e disposição final (oferecer serviços diretamente aos interessados);
• Transportadores (otimizar rotas, logística reversa, mapas); Gestores (controlar requisitos, diminuir riscos, coletar Indicadores e métricas).

Nossa atuação é proativa e diferenciada criando um fluxo constante de informações e contribuindo para a realização de negócios com notificação automática de oportunidades. Os relatórios online dão transparência aos processos e permitem aos participantes cadastrados a supervisão, o acompanhamento e a contabilização das operações concretizadas.

Os materiais (georreferenciados) que seriam considerados lixo, e descartadáveis, são reinseridos na produção sendo quantificados os benefícios indiretos advindos do processo de reciclagem, com a valoração dos ganhos em toda a cadeia envolvida, para a sociedade e para o meio ambiente, especificamente a economia de energia dos processos industriais, o reaproveitamento da matéria prima e a redução do uso de água em determinados processos, além da redução da poluição e contaminação dos recursos naturais.

A plataforma é replicável, pois foi utilizada de norte a sul do Brasil, na Argentina (obras da Camargo Corrêa) e no Panamá (obras da Odebrecht) na área de gestão de resíduos da construção civil como exemplo.

Os resultados econômicos são monitorados por relatórios e exportação de arquivos em forma de planilhas. Os resultados sociais e ambientais são monitorados pela calculadora de externalidades parametrizável, que inicialmente foi implementada com as informações da Pesquisa sobre Pagamento por Serviços Ambientais Urbanos para Gestão de Resíduos Sólidos (PSAU). Ipea Brasília, 2010.
A plataforma apropria para cada negociação efetuada os Benefícios de Gestão e de coleta; os Benefícios Ambientais associados aos impactos sobre o meio ambiente e os Benefícios Econômicos que refletem o custo evitado pela reciclagem. Todos os usuários acessam o sistema a partir de um painel com indicadores específicos e customizáveis.

Principais desafios enfrentados:
• Gerar receita com os recicláveis ou economia na destinação;
• Transformar a forma de pensar sobre o gerenciamento de resíduos;
• Atender a PNRS de forma simples e adequada;
• Replicar o sistema: várias regiões do Brasil e outros países;
• Desenvolver soluções inovadoras que sejam práticas e de fácil operacionalização;
• Contribuir para diminuição da informalidade do mercado de reciclagem.

Aprendizados vivenciados:
• Dinamização da rede stackeholders;
• Implantação dos requisitos para cadastramento/licenciamento considerados imprescindíveis;
• Importância do gerenciamento de resíduos para o resultado econômico do negócio;
• Redução de custos operacionais logísticos, privilegiando oportunidades nas vizinhanças, sem excluir áreas de maior abrangência.

A Rede e facilmente adaptada a qualquer segmento, veja abaixo o diagrama de implementação, dividido em duas fases distintas:
• Diagnóstico, quando as empresas não sabem o que geram, em que quantidade, em qual periodicidade e qual seria o destino adequado, nesta fase se faz o inventário, inicia a construção do processo de gestão e são realizados todos os treinamentos
• Comercialização, quando as empresas já tem um processo de gestão mapeado e utilizam a ferramenta para a comercialização de seus recicláveis/compostáveis buscando receita ou economia na destinação, nesta fase temos a criação da rede de negócios com rastreabilidade e transparência em todo o processo de gestão
• Opcionais, que são módulos específicos que podem ou não ser implementados de acordo com o tipo de rede com o qual se trabalha, por exemplo: mobilidade, monitoramento em tempo real, leilão entre outros.

Para saber mais
Visite nosso site: http://www.rederesiduo.com.br/
Assista à reportagem especial em youtube.com/rederesiduo
Baixe nossas apresentações Português - http://migre.me/jmoaK; Inglês - http://migre.me/jmo6G; Espanhol - http://migre.me/jmodu


RLM
Isac Moises Wajc - Socio-owner of REDERESÍDUO , is an electronics engineer with a specialization in Business Administration from the University MACKENZIE. Has experience in management contracts in the area of Integrated Mounting Systems; Consultancy in the field of Research, Development and Technological Innovation, with projects approved in lines of fostering innovation support (FAPESP and CNPq).

Luiz Francisco Biazini Son - Partner of REDERESIDUO
Partner NETWORK residue com. Doctorate in Social Responsibility in Nuclear Energy at the Institute of Energy and Nuclear Research (IPEN), expert (MBA) in Information Security Technology and graduated in Data Processing. Advisor of the Association of Professionals Sustainability and Development Forum of East Zone. Founder and advisor to the GAO: Articulation Group of Brazilian NGOs in ISO 26000: Guidance on Social Responsibility and a member of several other organizations. Holds a degree in Data Processing Technology in the Ibirapuera University (2005) and a degree in Data Processing Technology in the Ibirapuera University (1990). He is currently vice president of technology - National Digital City program, Treasurer Director of Interaction Association Social Network, communications coordinator of the Group of Articulation of Brazilian NGOs in ISO 26000, CEO - Transforms Cooperative workers and Recycling Technology and infor technical director - Cycle Processing System Ltda. Has experience in Information Science, with emphasis in Information Science, acting on the following subjects:. Cooperative, sustainable business, social responsibility, ISO 26000, Sustainable Development, Sustainability, entrepreneurship, solid waste, upgrading of waste, recycling.

Isac Moises Wajc - Sócio-proprietário da REDERESÍDUO, é engenheiro eletrônico, com especialização em Administração de Empresas pela Universidade MACKENZIE. Tem experiência em Gestão de contratos na área de Sistemas Integrados de Montagem; Consultoria na área de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação Tecnológica, com projetos aprovados em linhas de fomento de apoio à inovação (FAPESP e CNPq).

Francisco Luiz Biazini Filho - Sócio da REDERESIDUO
Sócio da REDERESIDUO.com. Doutorando em Responsabilidade Social na Energia Nuclear no Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares (IPEN), especialista (MBA) em Segurança da Informação e graduado em Tecnologia em Processamento de Dados. Conselheiro da Associação Brasileira de Profissionais de Sustentabilidade e do Forum de Desenvolvimento da Zona Leste. Fundador e conselheiro do GAO: Grupo de Articulação das ONGs brasileiras na ABNT NBR ISO 26000: Diretrizes de Responsabilidade Social e membro de diversas outras organizações. Possui graduação em Tecnologia em Processamento de Dados pela Universidade Ibirapuera (2005) e graduação em Tecnologia em Processamento de Dados pela Universidade Ibirapuera (1990). Atualmente é vice presidente de tecnologia - Programa Nacional Cidade Digital, diretor tesoureiro da Associação Interação Rede Social, coordenador de comunicação do Grupo de Articulação das ONGs brasileiras na ISO 26000, diretor presidente - Transforma Cooperativa de trabalhadores em Reciclagem e Tecnologia da infor e diretor técnico - Sistema Ciclo Processamentos Ltda. Tem experiência na área de Ciência da Informação, com ênfase em Ciência da Informação, atuando principalmente nos seguintes temas: Cooperativismo, Negócios sustentáveis, responsabilidade social, ISO 26000, Desenvolvimento sustentável, Sustentabilidade, empreendedorismo, resíduos sólidos, revalorização de resíduos, reciclagem.
Return to Menu





Reverse Logistics Association Reverse Logistics Magazine Reverse Logistics Magazine Reverse Logistics Magazine Certified Green Website